Mais um crime ambiental. Poucos no comando. Dinheiro como razão principal dos que decidem.

Sem uma mudança de atitude, de consciência, vamos continuar assistindo a tragédias criminosas.

Lama, caos e caos e lama.

Sem ação os mesmos poucos continuarão a destruir o Planeta em nome do progresso — progresso de quem?

Enquanto o Brasil lamenta mais um crime ambiental e vive um País de crimes, a ativista Greta Thunberg mostra em Davos que é preciso atitude.

Em Bruxelas e muitas cidades do mundo estudantes tomam as ruas protestando contra o aquecimento global e o descaso das autoridades.

Estudar pra quê se não haverá futuro?

O novo sempre vem.