Temporada 2019 da Orquestra Municipal começa neste sábado. Veja a programação completa

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

No próximo dia 27 a Orquestra Municipal de Jundiaí (OMJ) inicia sua 9ª Temporada de concertos.

Serão oito Programas sob a direção artística e regência de Claudia Feres com a presença de grandes solistas convidados, além da participação da Cia. Jovem de Dança (direção de Alex Soares), Cia. de Teatro (direção de Carla Candiotto) e do Coral Municipal (dirigido por Vasti Atique).

Quem divide o palco com a OMJ em seu concerto de Abertura é o pianista Eduardo Monteiro, considerado um dos maiores expoentes do cenário pianístico brasileiro. Nesse programa a OMJ executa a Serenata para Cordas Op. 22 de Antonin Dvorak e o Piano Quintet de Robert Schumann em uma transcrição para Orquestra de Cordas.

Eduardo Monteiro

Em 1989 recebeu, por unanimidade, o 1o lugar no Concurso Internacional de Piano de Colônia, Alemanha, além do prêmio de melhor intérprete de Beethoven.
Foi solista das principais orquestras do Brasil e de renomadas orquestras do exterior, incluindo as Filarmônicas de São Petersburgo, de Moscou, de Munique, de Bremen, a Orquestra de Câmara de Viena, a Sinfônica de Novosibirsky, a Orquestra da Rádio e Televisão Espanhola.
Seu abrangente repertório tem como uma de suas principais características um refinado critério de escolha, demonstrando especial interesse pela música brasileira, cujas interpretações são consideradas referência por seu grau de excelência.
Eduardo Monteiro é diretor da Escola de Comunicações e Artes da USP, onde é professor de piano do Departamento de Música.

Parcerias onde a cada concerto a OMJ se conecta com a vida da cidade

Nessa temporada a Orquestra Municipal homenageia o artista Marcelo Camunhas, que morreu no início do ano. As imagens de suas obras, cedidas por sua família, irão acompanhar toda a programação no material de comunicação da Orquestra.

Além da Temporada Oficial no Teatro Polytheama, serão realizadas ações paralelas de música de câmara, com projetos didáticos e parcerias, workshops, oficinas e ensaios abertos.

Todos os concertos são gratuitos.

Confira aqui a programação completa da Orquestra Municipal

27 de abril, sábado, 20h – Teatro Polytheama – Homenagem Marcelo Camunhas
Abertura da Temporada
Claudia Feres, Regente Titular
Eduardo Monteiro, piano

Francisco Manuel da Silva (1795-1865)
Hino nacional brasileiro

Haydee Mojola (1898-1965)
Hino de Jundiaí

Robert Schumann (1810-1856)
Quinteto com piano em Lá Maior, Op. 44
(versão para orquestra de cordas, Clara Fields)

Antonin Dvorak (1841-1904)
Serenata para cordas Op. 22

01 de junho, sábado, 20h – Teatro Polytheama  – Serra do Japi
Claudia Feres, Regente Titular
Marcelo Barboza, flauta

Georg Philipp Telemann (1681-1767)
Concerto para 4 violinos

Georg Philipp Telemann (1681-1767)
Overture TWV 55:a2 para flauta e cordas

Bruno Geremias
Cicadidae Laude

Georg Philipp Telemann (1681-1767)
Concerto para violino em lá maior  “os sapos”

Antonio Vivaldi (1678-1741)
Concerto para flauta e cordas em ré maior,
“Il Gardellino” (o pintassilgo), Op. 10 n. 3 (RV 428)

30 de junho, domingo, 11h – Teatro Polytheama – Jundiaí Cidade da Criança
Claudia Feres, Regente Titular
Carla Candiotto, narradora

Sergei Prokofiev (1891-1953)
Pedro e o Lobo, Op. 67, “um conto de fadas sinfônico para crianças”

10 de agosto, sábado, 20h – Teatro Polytheama
Claudia Feres, Regente Titular
Thayana Roverso, soprano
Coral Municipal de Jundiaí
Vasti Atique, regente

Edmundo Villani-Côrtes (1930)
Cinco Miniaturas Brasileiras

Edmundo Villani-Côrtes (1930)
Caratinguê

Osvaldo Golijov (1960)
Três canções para soprano e orquestra

Edmundo Villani-Côrtes (1930)
Royati
Papagaio Azul
Frevo Fugato

07 de setembro, sábado, 20h – Teatro Polytheama – Fundo de Solidariedade
Claudia Feres, Regente Titular
Fábio Zanon, violão

Joaquin Turina (1882-1949)
La Oracion Del Torero, Op.34

Joaquin Rodrigo (1901-1999)
Zarabanda Lejana y Villancico

Antón García Abril (1933)
Concierto Mudéjar

Joaquin Rodrigo (1901-1999)
Dos miniaturas Andaluzas

07 de setembro, sábado, 20h – Teatro Polytheama
Claudia Feres, Regente Titular
Heloísa Meirelles, violoncelo

Edmundo Villani-Côrtes (1930)
Concerto para violoncelo

Dag Ivar Wirén (1905-1986)
Serenade for Strings

Sergei Rachmaninoff (1873-1943)
Vocalise

07 de setembro, sábado, 20h – Teatro Polytheama
Claudia Feres, Regente Titular
Cia de Dança de Jundiaí

François Couperin (1668-1733)
Les Nations – La Françoise –  Sonata

Maurice Ravel (1875-1937)
Pavane pour une Infante Défunte

Maurice Ravel (1875-1937)
Le tombeau de Couperin

Maurice Ravel (1875-1937)
Bolero

13 e 14 de dezembro, sexta e sábado, 20h – Teatro Polytheama
Claudia Feres, Regente Titular
Cia de Teatro
Cia de Dança
Coral Municipal

Solistas:

Marcelo Barboza (OMJ 02, 01/jun)
Foto: Tatiana Ferro

Marcelo Barboza é respeitado pela solidez de seu trabalho orquestral e pela versatilidade como solista e camerista. Barcharel pela USP, completou seus estudos de Especialização e Mestrado na Royal Academy of Music e na University of London. Foi flautista da OSESP de 1994 a 2002; e ao mesmo tempo, desenvolveu uma sólida reputação na Europa, pontuada por gravações para o selo Meridian Records (Inglaterra) e Dacapo (Dinamarca). Depois de um período vivendo na Suécia, regressou a São Paulo no início de 2006 para assumir o posto de primeira flauta da Orquestra Sinfônica do Theatro Municipal.

Carla Candioto, narradora (OMJ 03, 30/jun)

A jundiaiense Carla é atriz, diretora, autora e produtora teatral. Estudou teatro em Paris na Ecole Internationale Phillippe Gaullier e no Théâtre du Soleil. Em Londres, estudou na Desmond Jones School of Mime e, na Itália estudou Commedia Dell’arte com Antonio Fava. Atuou e dirigiu espetáculos em diversos países da Europa, além de China e Austrália. No Brasil, é co-fundadora e co-diretora da Cia Le Plat du Jour. Também dirigiu companhias de teatro como Parlapatões, Pia Fraus, Circo Mínimo, Cia Delas, Cia Solas de Vento, Teatro Imprensa, Circo Amarillo, entre outras.

Thayana Roverso (OMJ 04, 10/ago)

Iniciou seus estudos com o Benito Maresca em São Paulo e formou-se bacharel em canto lírico pela UniFiamFaam sobre orientação do barítono Carmo Barbosa. Durante a graduação ingressou no Coral Collegium Musicum, onde foi solista de obras como Dido & Aeneas (Henry Purcell), Vespro della Beata Vergine (Monteverdi), entre outras, dirigido pelo maestro Abel Rocha. Participou de diversos festivais, dentre eles o festival de Curitiba onde foi solista da ópera L´occasione fa il Ladro (Rossini) e La Serva Padrona (Giovanni Battista Pergolesi).

Fábio Zanon (OMJ 05, 07/set)

Fabio Zanon é reconhecido internacionalmente como um dos grandes violonistas da atualidade. Sua atividade como violonista, escritor, regente, professor e comunicador tem contribuído para uma mudança da percepção do violão na música de concerto. Foi vencedor de dois dentre os maiores concursos internacionais de violão em 1996, o “Tárrega”, na Espanha, e o GFA, nos EUA. Foi agraciado com o Prêmio Moinho Santista em 97, Prêmio Carlos Gomes em 2005, Prêmio Bravo! em 2010 e indicado para o Grammy Latino em 2011. É Fellow e Visiting Professor da Royal Academy of Music em Londres desde 2008. Já tocou nos maiores teatros e festivais e à frente de importantes orquestras em mais de 40 países.

Heloisa Meirelles (OMJ 06, 12/out)

Nascida em Jundiaí, Heloísa Meirelles é formada pela UNICAMP e completou seus estudos no Conservatoire de Musique de Lyon, onde obteve Medalha de Ouro em Violoncelo e Música de Câmara, e no Conservatoire Superieur de Musique de Genève. Como solista, atuou à frente de várias orquestras, destacando-se a OSESP regida pelos maestros John Neschling e Theodor Guschlbauer.  Colaborou com ensembles e orquestras importantes como a Camerata Aberta, a Deutsche Kammerphilharmonie Bremen e o Percorso Ensemble. Desde 1997 é co-solista da OSESP, integra o Trio Arqué e é professora da Escola Municipal de Música de São Paulo.

Fechar Menu