Luiz Fernando vai a Brasília buscar investimentos para o transporte

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest

O prefeito eleito de Jundiaí, Luiz Fernando Machado, participou, nesta quarta-feira, 14, de audiência com o ministro das Cidades, Bruno Araújo, em Brasília, com o objetivo de conseguir   investimentos o sistema do transporte público.

“Antecipamos o pleito com o ministro por entender que o transporte público deve ser priorizado nas ações de mobilidade urbana”, afirmou Luiz Fernando, através de nota de sua assessoria de comunicação.

“Queremos proporcionar a melhoria contínua do serviço, considerando desde a modernização da frota e qualificação da mão de obra até a combinação de tecnologias para garantir eficiência ao serviço de ônibus, com mais satisfação ao usuário”, disse.

Uma das propostas para o transporte do plano de governo de Luiz Fernando é a reorganização das linhas de ônibus e os principais trajetos para melhorar o atendimento, além de reduzir os intervalos entre ônibus e o tempo de viagem. Ainda para tornar o transporte urbano mais eficiente, está prevista a instalação do sistema de monitoramento por GPS na frota, para identificar e reduzir os problemas das linhas, como atrasos.

Também participaram da reunião o deputado federal Miguel Haddad (PSDB) e os membros da equipe de transição do novo governo, José Antonio Parimoschi e Clóvis Galvão.

BRT

Outro assunto em pauta durante a audiência com o ministro das Cidades, segundo a assessoria de Luiz Fernando, foi a necessidade de revisão do projeto do BRT, o sistema de transporte rápido por ônibus.

Dos R$ 166 milhões orçados pela atual administração para a construção do trecho viário de 4,25 quilômetros, estão garantidos apenas R$ 106 milhões de empréstimo do Governo Federal. Outros R$ 18 milhões estão pendentes de aprovação.

Além disso, conforme informado pela equipe de transição do futuro governo, há indicativos de que o projeto requeira financiamento maior, uma das ressalvas diz respeito aos custos com as desapropriações necessárias que não foram considerados.

“O projeto tem mais três fases, mas a Secretaria de Transportes não detalhou o planejamento das etapas. Tudo indica que a proposta não resolve os gargalos do sistema de transporte de Jundiaí, que será a prioridade da nova gestão”, ressaltou Parimoschi.

“A recomendação do prefeito eleito é para agir com absoluta responsabilidade e não prometer ao cidadão o que é impossível de entregar”, reiterou.

Ainda sobre a revisão do projeto, Luiz Fernando disse que uma nova audiência será realizada, na próxima semana, em Jundiaí, entre técnicos do novo governo, do Ministério das Cidades e da Caixa Econômica Federal.

Na foto de abertura, da esquerda para a direita, Clóvis Galvão, o deputado federal Miguel Haddad, o ministro das Cidades, Bruno Araújo, Luiz Fernando Machado e José Antonio Parimoschi. (foto assessoria de Luiz Fernando)

Fechar Menu