Como produzir cidades mais caminháveis? Portland sabe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on telegram

Por Lincoln Paiva, de Portland

Estou na terceira temporada em Portland desde 2011, 2016 e 2017.

Eu sempre aprendo aqui e espero que lendo os meus posts você possa compreender como essa cidade é importante para planejadores de cidade.

Além do conceito de bairros de 20 minutos, Portland desenvolveu outro conceito que me parece fantástico: as chamadas Greenways, as Ruas Verdes. As Greenways, na verdade, são um circuito de ruas locais específicos para pedestres e ciclistas. Carros são desestimulados e não são bem-vindos nestes locais.

Objetivo é produzir lugares mais caminháveis. Mais de 80% da cidade de Portland é caminhável.

As Greenways desestimulam o corte de caminhos dos carros via áreas residenciais – as ruas possuem obstáculos de velocidade e é proibido velocidade acima de 20 milhas.

A prioridade de conexões nas Greenways são para pedestres e ciclistas, calçadas largas, e ciclistas podem andar nas duas mãos ou mesmo na contra-mão — as marcações de pavimentos alertam os motoristas a esperarem as pessoas ou bicicletas cruzarem as ruas.

Cruzamentos são pensados para pedestres e ciclistas e rampas de travessia tornam a mobilidade dos pedestres mais fácil e segura.

Redutores de velocidades automáticos

As rotas são sinalizadas para pedestres e ciclistas ajudando a chegarem onde estão indo — as marcas no pavimento e na sinalização permitem que pedestres e ciclistas saibam o caminho das Greenways e o que está nas proximidades, como parques e distritos de negócios.

As Greenways aumentam os “olhos na rua” — mais pessoas na rua caminhando conduzem ruas mais seguras.

Lincoln Paiva é diretor e fundador da Green Mobility Projetos Sustentáveis e Consultoria