Categoria: Local

Você pode beber água de qualidade sem pagar. Veja onde encontrar bebedouros públicos

Um garrafão de cinco litros de água chega a custar R$ 13,00 nos supermercados e lojas de conveniência da cidade, um forte impacto no bolso de quem compra e um problema ainda maior no descarte das garrafas plásticas, um dos principais problemas na poluição dos oceanos.

Diversas cidades no mundo estão tomando iniciativas de banir o uso de garrafas plásticas. A notícia mais recente chega de Londres, que vai instalar bebedouros públicos com água de boa qualidade incentivando a população a abastecer suas garrafas de graça em alguns deles.

Nesse ponto, porém, Jundiaí já está à frente da capital inglesa, pois a DAE, segundo informações da assessoria de comunicação da empresa responsável pelo tratatamento de água e da Prefeitura, fornece água tratada em todas as torneiras residenciais e em todos os prédios públicos existem bebedouros ou filtros disponíveis para atender a população. Basta levar sua garrafa e abastecer de água própria para o consumo.

Leia mais >>

Na pacata e ordeira Jundiaí do futuro não há espaço para o Chupa que é de Uva

O folião número um, dono do cocar mais conhecido da cidade, o apresentador de tevê agitador cultural Val Junior jogou a toalha: seu bloco Chupa que é de Uva, que no ano passado reuniu mais de 80 mil pessoas na avenida Prefeito Luiz Latorre, este ano vai soltar sua alegria dentro do Clube Jundiaiense.

Nas redes sociais, muitos foliões reclamam da escolha, uma vez no Clube Jundiaiense haverá limite de pessoas e será cobrado ingresso — R$ 10 para associados e R$ 30 para não sócios. Mas, por outro lado, o bloco vai se apresentar duas vezes.

Leia mais >>

Prefeitura (discretamente) acaba com a ciclofaixa da Luiz Latorre

Inaugurada em 4 de setembro de 2011 pelo então prefeito Miguel Haddad, a ciclofaixa de lazer (aos domingos) na avenida Prefeito Luiz Latorre, a única em atividade na cidade desde então, resistiu a administração Pedro Bigardi (2013-2016) como uma das poucas iniciativas em favor do uso de bicicletas na cidade, mas teve o seu fim decretado, discretamente, em outubro do ano passado pelo governo Luiz Fernando Machado.

Ao contrário da grande festa de inauguração em 2011, desta vez não houve nem um comunicado oficial. O serviço de sinalização retirou as placas principais, mas ainda existem algumas no local, bem como uma apagada sinalização de solo — a foto de abertura mostra o dia da inauguração.

Leia mais >>

Categoria: Local

Você pode beber água de qualidade sem pagar. Veja onde encontrar bebedouros públicos

Um garrafão de cinco litros de água chega a custar R$ 13,00 nos supermercados e lojas de conveniência da cidade, um forte impacto no bolso de quem compra e um problema ainda maior no descarte das garrafas plásticas, um dos principais problemas na poluição dos oceanos.

Diversas cidades no mundo estão tomando iniciativas de banir o uso de garrafas plásticas. A notícia mais recente chega de Londres, que vai instalar bebedouros públicos com água de boa qualidade incentivando a população a abastecer suas garrafas de graça em alguns deles.

Nesse ponto, porém, Jundiaí já está à frente da capital inglesa, pois a DAE, segundo informações da assessoria de comunicação da empresa responsável pelo tratatamento de água e da Prefeitura, fornece água tratada em todas as torneiras residenciais e em todos os prédios públicos existem bebedouros ou filtros disponíveis para atender a população. Basta levar sua garrafa e abastecer de água própria para o consumo.

Leia mais >>

Na pacata e ordeira Jundiaí do futuro não há espaço para o Chupa que é de Uva

O folião número um, dono do cocar mais conhecido da cidade, o apresentador de tevê agitador cultural Val Junior jogou a toalha: seu bloco Chupa que é de Uva, que no ano passado reuniu mais de 80 mil pessoas na avenida Prefeito Luiz Latorre, este ano vai soltar sua alegria dentro do Clube Jundiaiense.

Nas redes sociais, muitos foliões reclamam da escolha, uma vez no Clube Jundiaiense haverá limite de pessoas e será cobrado ingresso — R$ 10 para associados e R$ 30 para não sócios. Mas, por outro lado, o bloco vai se apresentar duas vezes.

Leia mais >>

Prefeitura (discretamente) acaba com a ciclofaixa da Luiz Latorre

Inaugurada em 4 de setembro de 2011 pelo então prefeito Miguel Haddad, a ciclofaixa de lazer (aos domingos) na avenida Prefeito Luiz Latorre, a única em atividade na cidade desde então, resistiu a administração Pedro Bigardi (2013-2016) como uma das poucas iniciativas em favor do uso de bicicletas na cidade, mas teve o seu fim decretado, discretamente, em outubro do ano passado pelo governo Luiz Fernando Machado.

Ao contrário da grande festa de inauguração em 2011, desta vez não houve nem um comunicado oficial. O serviço de sinalização retirou as placas principais, mas ainda existem algumas no local, bem como uma apagada sinalização de solo — a foto de abertura mostra o dia da inauguração.

Leia mais >>
Fechar Menu