Algumas anotações pra facilitar a compreensão das novas peças do jogo

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest

Duas novas revelações do site The Intercept trouxeram outros componentes que auxiliam a elucidar fatos recentes da história do Brasil.

A primeira é o envolvimento do ministro do Supremo Tribunal Federal, Luiz Fux, nas conversas entre o então juiz Sergio Moro e o procurador Deltan Dallagnol,.

A segunda é a publicação de grande parte das trocas de mensagens entre Moro e Dallagnol, o material que deu origem à primeira série de reportagens.

Pra entender o que isso significa, leia o post anterior:

Pequeno guia para entender o que é que está acontecendo

No início da noite de quarta (12) , no programa de Reinaldo Azevedo, foi feita a revelação do envolvimento de Fux. Na mensagem de Sergio Moro publicada pelo The Intercept ele escreve uma frase que virou trend topics do Twitter:  In Fux We Trust.

O que a sequência de fatos mostrou é que os procuradores e Sergio Moro podiam mesmo confiar nele.

Em outra ação ainda na noite da quarta, o The Intercept publicou grande parte dos diálogos que embasaram a reportagem-denúncia.

Leia os diálogos entre Dallagnol e Moro que embasaram a reportagem do The Intercept

Depois da divulgação, talvez o melhor indício dos desdobramos da crise sejam as palavras de outro ministro do STF, Gilmar Mendes.

Gilmar Mendes: Moro era chefe da Lava-Jato e Dallagnol um bobinho.

A estratégia de defesa do envolvidos nas denúncias continua a ser de focar nas origens dos vazamentos e negar a gravidade dos fatos.

Como já explicou o editor do The Intercept, Glenn Greenwald, apenas uma parcela muito pequena de todo o material foi revelada.

Na manhã de quinta, quatro dias depois da primeira revelação a respeito do contato de Moro e Dallagnol, o presidente falou pela primeira vez a respeito do ministro da Justiça.

Bolsonaro sobre Moro: “O que ele fez não tem preço”

Assine o Oa e tenha acesso ao conteúdo completo do site.

Oa, jornalismo a serviço da sociedade.

 

 

 

 

Fechar Menu